Em jogo disputado neste sábado, em Cravinhos, o Batatais saiu vitorioso nos pênaltis contra a Ponte Preta e se classificou para as quartas de finais da Copa São Paulo de futebol júnior. Depois do empate por 1 a 1 no tempo normal, a equipe campineira desperdiçou duas cobranças, parando nas mãos do goleiro Gerson e acertando a trave, enquanto o adversário converteu as quatro batidas necessárias para triunfar por 4 a 2.

O início do jogo foi agitado. A correria dos dois times não gerou grandes chances para nenhum dos dois lados. O Batatais foi mais incisivo no começo, apoiado pela maioria no estádio, mas a equipe foi afobada e não conseguia transformar a posse de bola em oportunidades.

O Batatais encara agora o vencedor do duelo entre Mirassol e Botafogo, que se enfrentam ainda neste sábado às 20h45 (de Brasília).

No segundo tempo, as chances começaram a surgir. Ambas as equipes desperdiçavam as jogadas que saiam com mais facilidade. Aos 17 minutos, Heitor arriscou de fora da área e quase inaugurou o placar em favor da Ponte Preta. Pouco depois, aos 21 minutos, o atacante Douglas Pote abriu o placar para o Batatais, após cobrança de escanteio.
Já a Ponte Preta cadenciou a partida e tomou conta do final da primeira etapa. Entretanto, de chance clara mesmo apenas uma, quando o artilheiro do campeonato, Yuri, cabeceou a bola cruzada por Kauê e acertou o travessão.
A decisão ficou para os pênaltis. A Ponte Preta acertou suas duas primeiras cobranças (Yuri e Reynaldo), mas desperdiçou a terceira e a quarta cobranças, pois Hederson acertou a trave e Darlyson não conseguiu passar pelo goleiro Gerson. Já o Batatais acertou com José Neto, Douglas Pote, Maurício Kem e Guilherme Lopes e garantiu a vaga às quartas de finais.

Batatais vence Ponte Preta e avança às quartas de finais


Em jogo disputado neste sábado, em Cravinhos, o Batatais saiu vitorioso nos pênaltis contra a Ponte Preta e se classificou para as quartas de finais da Copa São Paulo de futebol júnior. Depois do empate por 1 a 1 no tempo normal, a equipe campineira desperdiçou duas cobranças, parando nas mãos do goleiro Gerson e acertando a trave, enquanto o adversário converteu as quatro batidas necessárias para triunfar por 4 a 2.

O início do jogo foi agitado. A correria dos dois times não gerou grandes chances para nenhum dos dois lados. O Batatais foi mais incisivo no começo, apoiado pela maioria no estádio, mas a equipe foi afobada e não conseguia transformar a posse de bola em oportunidades.

O Batatais encara agora o vencedor do duelo entre Mirassol e Botafogo, que se enfrentam ainda neste sábado às 20h45 (de Brasília).

No segundo tempo, as chances começaram a surgir. Ambas as equipes desperdiçavam as jogadas que saiam com mais facilidade. Aos 17 minutos, Heitor arriscou de fora da área e quase inaugurou o placar em favor da Ponte Preta. Pouco depois, aos 21 minutos, o atacante Douglas Pote abriu o placar para o Batatais, após cobrança de escanteio.
Já a Ponte Preta cadenciou a partida e tomou conta do final da primeira etapa. Entretanto, de chance clara mesmo apenas uma, quando o artilheiro do campeonato, Yuri, cabeceou a bola cruzada por Kauê e acertou o travessão.
A decisão ficou para os pênaltis. A Ponte Preta acertou suas duas primeiras cobranças (Yuri e Reynaldo), mas desperdiçou a terceira e a quarta cobranças, pois Hederson acertou a trave e Darlyson não conseguiu passar pelo goleiro Gerson. Já o Batatais acertou com José Neto, Douglas Pote, Maurício Kem e Guilherme Lopes e garantiu a vaga às quartas de finais.